Blog

O perigo das plantas tóxicas para os pets

  1. 07 Nov 2016
  2. 1446
O perigo das plantas tóxicas para os pets

Quem já teve um filhote de cachorro sabe: tudo que cabe dentro da boca, eles mordem. Enquanto os “brinquedos” forem tênis, pés de móveis e meias, o prejuízo será só financeiro. Mas, quando os arteiros resolvem atacar o jardim, os problemas podem ser realmente sérios.

Uma pesquisa elaborada por estudantes de medicina veterinária da Universidade de São Paulo (USP) revelou as plantas ornamentais mais tóxicas para os animais. A campeã é a Dieffenbachia sp, mais conhecida como “comigo-ninguém-pode”. 

“Um terço de uma folha já é capaz de levar à morte um cão de porte médio (de 10 kg a 20 kg). Ela causa uma irritação muito grande das vias respiratórias e fecha a glote. É uma morte muito rápida”, alerta a professora Silvana Lima Górniak, coordenadora da pesquisa e representante do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV) no Grupo de Trabalho de Resíduos de Medicamentos Veterinários (GRV-DF) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Para a pesquisa, os estudantes entrevistaram mais de 40 veterinários de diversas clínicas de São Paulo sobre as ocorrências de animais intoxicados por plantas. As informações, segundo Silvana, foram cruzadas com relatos da internet e de artigos científicos publicados no Brasil e no exterior.

Os tutores de pets não precisam decorar de A a Z quais são as plantas que oferecem perigo. Mas o conhecimento de que algumas espécies ornamentais podem ser prejudiciais à saúde dos mascotes é importante no caso de alguma urgência.

“Os sintomas da intoxicação por plantas podem ser confundidos com os de qualquer outra doença. Então, o que acontece é que os proprietários chegam à clínica com os animais passando mal e não se lembram de mencionar se eles ingeriram alguma planta. Isso pode fazer a diferença no atendimento do veterinário”, explica ela.

Fonte: USP

Deixe um Comentário

Curta nossa página

Posts Recentes