Blog

Dicas para a alimentação de gatos

  1. 12 Mai 2017
  2. 293
Dicas para a alimentação de gatos

Alguns gatos são bem exigentes e dão trabalho na hora de comer. Porém, é importante não deixá-los sem alimento por muito tempo, pois o jejum prolongado é prejudicial à saúde dos bichanos. O jejum por mais de 48 horas pode desencadear a degeneração gordurosa do fígado, um processo denominado lipidose hepática. Trata-se de um problema sério de saúde que pode até causar a morte dos felinos.

Veja algumas dicas para lidar com os bichanos exigentes na hora de comer:

# Oferecer um alimento altamente palatável está entre as atitudes mais determinantes para a melhoria do quadro. E o sabor atraente para o felino pode ser encontrado em produtos de alta qualidade e alto nível de aproveitamento, que são formulados com proteínas, gorduras e demais nutrientes provenientes de fontes nobres.

# É preciso observar outros fatores que influenciam a ingestão do alimento, como textura e tamanho dos grãos.

# Se for oferecer um novo alimento ao gato, é importante fazer a troca gradual seguindo a recomendação do fabricante.

# Tanto os adultos quanto os filhotes devem receber a quantidade de alimento recomendada pelo fabricante. Verifique sempre na embalagem do produto que você utiliza qual é recomendação diária de consumo. Divida essa quantia em, no mínimo, quatro refeições ao longo do dia.

# É possível deixar a quantidade diária recomendada disponível para que o animal faça o número de refeições adequado às suas necessidades. Dessa forma, o número de refeições será determinado pelo gato, mas a quantidade ofertada/dia será controlada pelo tutor.

# Gatos são animais de hábitos noturnos e muitos comem a maior parte do alimento ao longo da noite. É interessante acostumar o animal a ser alimentado por diferentes pessoas, para evitar que ele fique sem comer na ausência de quem possa fazer isso rotineiramente.

# Caso o felino também consuma alimento úmido, é importante que não seja misturado com o alimento seco, mas sim oferecido em recipiente separado. E, ao contrário do seco, o úmido não deve ser deixado exposto no potinho por mais de 30 minutos.

Deixe um Comentário