Blog

Cuidados contra o resfriado nos cães

  1. 07 Abr 2017
  2. 755
Cuidados contra o resfriado nos cães

Assim como os seres humanos, os cães também são afetados por doenças comuns nos tempos de clima mais frio, como o resfriado canino, transmitido por meio do contato com vírus e bactérias ou, simplesmente, em função de casos inflamatórios. Enquanto as inflamações causam a doença amplamente conhecida como traqueíte, as infecções bacterianas (causadas pela Bordetella Bronchiseptica) causam a famosa Tosse dos Canis.

A Tosse dos Canis, também chamada de traqueobronquite infecciosa, tem esse nome por ser bastante comum em locais com grandes aglomerações de cachorros, como os canis. Podendo evoluir para quadros de sinusite ou, em casos mais graves, de pneumonia, essa doença deve ser diagnosticada com rapidez, evitando que a situação se agrave e permitindo que o tratamento seja iniciado de forma imediata para que possa ser mais eficaz.

Os principais sintomas da Tosse dos Canis são bastante parecidos com os da gripe em humanos, destacando crises de tosse forte, espirros e a constante presença de secreções nasais. Infelizmente, esse problema não costuma ser notado com rapidez e os donos de cães com a doença só percebem que há algo de errado com o animal quando ele já se encontra bastante debilitado e com febre.

Por ser uma doença que pode evoluir para quadros mais graves com certa rapidez, é muito importante que, ao notar os sintomas da doença no seu cão, você leve-o para uma visita com um médico veterinário – já que somente um profissional poderá diagnosticar e tratar o animal de maneira correta. 

Vale lembrar, também, que medicar o cão por conta própria é algo que nunca deve ser feito, pois, administrar o remédio errado ao seu cachorro pode piorar muito a saúde.
Veja o que fazer para prevenir que esta doença afete o seu bichinho de estimação, sendo a vacinação a mais importante e eficiente delas. 

Confira, a seguir, como manter o seu animal longe dessa enfermidade:

# Vacinação contra a Tosse dos Canis - O cão deve ser vacinado ainda filhote, sendo que há a opção de que essa vacina seja aplicada nas narinas do animal ou por meio de injeções. Vale lembrar que a vacina injetável é aplicada em duas doses quando filhotes e que, em ambos os casos, é necessário renovar essa proteção anualmente.

# Evite banhos no frio - Quando o clima for mais gelado, procure escolher horas mais quentes durante o dia para dar banhos no seu animal, evitando que ele fique exposto ao frio e ao vento enquanto molhado.

# Adquira os acessórios certos - Ter uma casa para o seu cão pode ser uma ótima forma de evitar que ele toma friagem e, nos dias mais frios, até mesmo as roupinhas caninas podem ajudar bastante a manter o seu cão quentinho e fora de perigo.

# Não dê água gelada ou gelo para o cão - No calor, muitos donos têm o hábito de dar água gelada ou até gelo para o animal lamber e se refrescar. No entanto, isto pode acabar resultando em uma gripe, já que a água deve ser oferecida aos cachorros sempre em temperatura ambiente.

Deixe um Comentário

Curta nossa página

Posts Recentes