Blog

Coceira, um risco para a saúde dos pets

  1. 16 Mai 2017
  2. 471
Coceira, um risco para a saúde dos pets

A coceira e outros problemas dermatológicos são manifestações clínicas frequentes em cães e gatos. Mas esses sinais nem sempre são suficientes para saber qual é a origem do problema, já que muitas doenças podem acarretar alterações de pele, desde aquelas causadas por parasitas e bactérias, até reações adversas ao alimento.

As reações adversas ao alimento podem ser classificadas como intolerância alimentar e alergia ou hipersensibilidade alimentar. Ou seja, problemas de base imunológica ou não aos ingredientes da alimentação que provocam reações clínicas adversas como distúrbios gastrintestinais (diarreia, vômitos) e/ou problemas cutâneos (tipicamente associados à coceira).

A pele é a primeira barreira de proteção do organismo contra a entrada de agentes externos nocivos (bactérias, fungos, poeira, sujidades etc.). Em condições normais, a pele é praticamente impermeável e evita infecções e a penetração de alérgenos (causadores de alergia).

Manifestações mais frequentes 

# coceira
# queda de pelos
# lesões na pele
# vômito
# diarreia

Atopia 

É uma doença de origem genética caracterizada por reações a agentes externos manifestando coceira, principalmente. Como toda a alergia, a atopia não tem cura. Porém, diversas medidas podem ser tomadas para que as crises do seu pet sejam menos frequentes e aconteçam em menor intensidade.

Principais características

# coceira (prurido)
# vermelhidão (eritema)
# perda de pelo
# infecções bacterianas e/ouy fungícas recorrentes
#  infecção no ouvido (otites)

Importância da nutrição

A pele possui uma intensa taxa de renovação celular e por isso necessita receber quantidades ideais de nutrientes para que sua estrutura e funções sejam adequadamente mantidas.

Fonte: Royal Canin

Deixe um Comentário

Curta nossa página

Posts Recentes